http://www.agbook.com.br/search?what=santoro&commit=BUSCA
 

13

 

PARTINDO PARA UM NOVO AMANHECER

 

Eis que agora você já conhece um pouco sobre nosso Reino Azul, mas ainda existe muito mais a se aprender.Eu estaria satisfeito com estas definições, porque são muitas as que foram aqui descritas, e eu não saberia se o cérebro humano, juntamente com seu ego estaria aceitando tudo isso com alegria e naturalidade.

 

Eu me pergunto se estas definições sobre nosso planeta azul servem para que vocês esqueçam o passado e passem a amar mais o seu planeta de forma contundente, envolvendo-se até o fundo de suas essências humanas, ou quase humanas.

 

Os quase humanos são os descendentes das estrelas, de povos que aqui estiveram no passado e que deixaram sua herança genética entre os seres que habitam a Terra neste momento. Os quase humanos nos entendem com mais facilidade, presumo, mesmo assim, muitos de vocês estão sobre a regência das Leis do Carma e agindo sobre o poder de uma longa amnésia profunda.

 

Sei que muitos de vocês não acreditam na verdade destas páginas, e que foram descritas em um período onde as incertezas eram maiores do que as certezas na Terra da terceira dimensão.Todo o sistema dual estava projetado para durar uma dúzia de anos a mais talvez, e isso estava causando um certo temor no fundo das almas humanas.

 

Estou dizendo assim porque sei que este livro será lido em um passado distante destes anos terrestres de 2008,2009, e é importante que vocês do futuro saibam que muitos dos humanos sabiam que algo iria acontecer e que mudariam suas vidas na Terra para sempre.

 

O fim do sistema dual em urano foi repentino, porque não ficamos milhões de anos ancorados na energia da terceira dimensão. De uma hora para outra, passamos a ser regidos por outros padrões e isso colaborou para que esquecêssemos a terceira dimensão como um sonho ruim que ninguém gosta de lembrar.

 

Os seres que nos ajudaram nos explicaram que isso iria acontecer assim, de hora para outra e que as realidades da terceira dimensão iriam partir de nossas mentes uranianas para sempre.O que observamos é que mudamos de comportamento diante do inusitado espetáculo de cores e vida que presenciamos a partir do momento que começamos a habitar a quarta e a quinta dimensão.

 

Em urano, sabíamos que as coisas iriam melhorar e que não precisaríamos mais aquecer nossos corpos do frio constante da forma como fazíamos no passado. Bastaria pensar que nossos corpos teriam energia suficiente para ficarmos aquecidos, e isso bastaria para nos sentirmos realmente em outra dimensão.

 

Vocês na Terra não precisarão mais queimar coisas para se aquecer no frio da quarta e quinta dimensão, bastará usar algum recurso que os novos corpos humanos se utilizarão para isso no futuro. Eu não me lembro de ter estado em uma cúpula de vidro termostática para me aquecer quando o frio de 100 graus negativos bateu a nossa porta como se fosse uma grande borrasca gelada.Apenas sentimos que nossos recursos genéticos poderiam resolver o problema.

 

Sair da quarta dimensão para a quinta foi menos frustrante, eu diria, porque somos seres que aceitam bem as mudanças, sejam elas climáticas ou não, e eu não tive nenhum problema em estabelecer uma conexão perfeita com a nova vida na quinta dimensão.

Sumiram alguns dos nossos problemas de transporte, com queima de combustível fóssil e poluição, com valores e posses, magnetismos que em nada nos ajudavam.

 

Saímos da terceira dimensão com a certeza de que estávamos indo para uma vida mais apropriada as nossas dimensões como seres e isso em muito colaborou para que, a partir dali tivéssemos uma outra história em um novo lugar.

 

Estávamos em urano, mas não estávamos no mesmo planeta da terceira dimensão e nem das dimensões anteriores.Firmamos um compromisso interno que, acontecesse o que fosse, nós não estaríamos mais na terceira dimensão nem em pensamento.

E claramente isso nos ajudou a aceitar a quarta e quinta dimensões de forma aberta, mesmo sabendo que iríamos passar por dificuldades iniciais, olhando para trás e vendo o mundo que vivemos se desmanchando diante de nossos olhos, e ao olhar para frente, vendo um novo mundo a ser construído.

 

Isso com certeza acontecerá com vocês porque a troca de dimensões é como trocar de planeta sem sair dele. Os portais dimensionais vão se abrir diante dos olhos de vocês, e os que esperam sair da terceira dimensão partirão para a travessia destes portais, sem medo e sem nenhum risco para a sua vida.

 

Quando falamos de riscos, estamos falando de sua integridade física, e a troca de dimensões poderá ser feita internamente, de forma consciente, atravessando estes portais de forma dimensional mas internamente, ou esperar o momento para que os portais da transição se abram para que todos os que aceitarem a quarta e quinta dimensões o atravessem de forma a levarem seus corpos físicos para uma dimensão superior.

 

Ao fazer esta travessia, seus corpos físicos adquirirão outra forma, humana é verdade, mas menos densa no que diz respeito à matéria.Ao passar pelos portais que se espalharão pela Terra da terceira dimensão no momento em que tudo acontecer, vocês terão a nítida impressão de estarem entrando em um mundo novo, com um ar mais puro e com as cores mais fortes, mais tonalizadas.

 

Tudo será mais bonito e perfeito, porque este é o mundo da quarta dimensão, e vocês que tiveram o tempo e a coragem para atravessar os portais, sentirão-se recompensados porque não existirão mais barreiras entre vocês e o universo. O céu será mais estrelado e o rio será mais limpo do que nunca seus olhos terrestres puderam enxergar.

 

Foi assim com os uranianos que passaram para a quarta e quinta dimensões, nosso planeta mudou diante de nossos olhos e foram muito poucos uranianos que não aceitaram a mudança porque fomos treinados para ela, e assim que ela aconteceu, vibramos no Todo com a alegria de nossas essências. Estávamos libertos da materialidade!

 

Os portais energéticos estão se abrindo aqui e ali neste momento da Terra, e vocês ainda não sabem mas muitos passaram por eles e não os viram, porque estavam atarracados na materialidade magnética terrestre. Outros poderão enxergar com naturalidade, e não irão, presos, apegados que estão a materialidade. Outros perceberão o portal diante de seus olhos e partirão sem medo em sua direção, sabendo que o natural é que estejam fazendo isso para habitar a Nova Terra.

 

Para habitar o “Novo Urano” da quarta e quinta dimensões, fomos treinados por irmãos estelares que nos avisaram qual seria o momento, e que o Todo abriria sobre nós um portal horizontal, para que todos os seres de urano fizessem a mudança juntos, para uma nova realidade sideral. E lembro como se fosse hoje quando uma magnética fronteira azul surgiu no horizonte e foi se dilatando até cobrir todo o planeta e se abrir, fazendo com que materialmente deixássemos a dimensão da terceira densidade e entrássemos em um novo padrão vibracional como uma nação, interligada  por nossas verdades e aspirações mais profundas.

 

Fomos cobertos por uma fina camada de plasma azul transparente, e quando recobramos nossas consciências em um milésimo de segundo estávamos na nova dimensão do planeta urano.Estávamos juntos e partimos daquele momento para uma nova vida regida pelo Todo universal. 

 

Sabemos que na Terra isso não acontecerá assim, e pequenos grupos se reunirão para atravessar os portais existentes para a quarta dimensão. A grande maioria dos seres humanos preferirá ficar atados a materialidade terrestre.E por isso, entendemos que a grande maioria dos planetas do universo possuem dimensões paralelas agindo sobre o mesmo globo. E isso acontece porque nestas dimensões existem seres em evolução.

 

A Terra da terceira dimensão continuará habitada e a Terra da quarta e quinta dimensões será habitada pelos seres que estarão prontos para a grande transição terrestre, onde habitarão os humanos ligados a fé, a verdade e a vida. Os humanos da quinta dimensão poderão um dia voltar a Terra da terceira dimensão para ajudar os povos que ficaram, assim como fazemos agora com vocês.

 

Assim é o Todo. O mesmo comportamento evolutivo para todos os seres do universo.

Até a quarta dimensão amigos da Terra. Nos veremos lá sempre que necessitarem de nós, agora sem as barreiras da materialidade que nos envolvem agora e aqui, neste momento.

 

Ay a ssa fa

(a gente se encontra lá)

 

 

14

 

CONTATO VIRTUAL

 

A Terra é uma preocupação constante para todos os seres das galáxias e para nós uranianos não é diferente. Por isso, nosso contato é freqüente, seja para consolidar nossas informações obtidas, seja para trocar novas informações com os humanos que se comunicam conosco.

 

A vida no planeta urano sempre foi estável no sentido de nos comunicarmos com outros seres de outros planetas, e nunca tivemos grandes problemas com isso. Somos um povo amistoso que se comunica com mais de 150 nações interplanetárias e quer sempre ampliar este sistema para progredir tecnologicamente, buscando sempre a evolução que o Todo nos permite ter nestes contatos.

 

Não nos comunicamos com planetas bélicos e não temos a intenção de sermos procurados por tais seres, que poderiam sim tentar uma aproximação para exploração do povo uraniano. Por sermos da Federação Intergaláctica, temos pratica nestes assuntos e nossos companheiros que procuram proteger o planeta de prováveis invasões, não se intimidam em gerar avisos bastante contundentes, no que diz respeito a tirar prontamente à vontade de uma invasão em nosso querido planeta urano.

 

Na Terra, temos uma forma de contato em crescente movimento, porque fomos atraídos por suas belezas naturais e pelo esplendor de sua natureza, pois para um povo de pesquisa, é ideal que tantas espécies de sua flora e fauna sejam catalogados e retirados para pesquisa e preservação. Tanto que temos em nossas naves maiores, ou naves – mãe, um celeiro de plantas e um zoológico que imita as condições naturais da Terra para que animais e plantas sejam preservados.

 

Eu sei que muitos de vocês poderão dizer que não temos direito a este empréstimo de seres biológicos para nossa nação, mas saibam que todos eles foram criados pelo Todo universal e que o Todo nos permitiu para fins de estudos e procriação, trazer para nossas naves uma quantidade limitada de seres animais e plantas, onde tivemos a oportunidade de estudar o plantio e o habitat natural para que se desenvolvam e sobrevivam.

 

Talvez até uma forma de salvar algumas espécies que vocês estão matando com a destruição de matas e habitat naturais, e que um dia vocês precisarão para cultivar a Nova Terra. Alguns de vocês também devem estar se preocupando com suas próprias vidas, porque se já que temos a capacidade de pegar animais e plantas de seu planeta, porque não também pesquisar humanos, retirando-os de seus habitat naturais e trazendo-os para o interior de nossas grandes naves?

 

Para estas pessoas eu informo que nunca um ser humano foi retirado da terra para pesquisas biológicas por nenhuma nave uraniana. Os humanos que estiveram em uma nave uraniana foram convidados a estar entre nós e sempre, na sua grande maioria, fora da matéria terrestre com seu corpo menos denso. Estes seres estiveram entre nós muitas vezes e poucas vezes se lembraram disso ao retornar ao corpo físico na Terra. Este autor já esteve entre nós algumas vezes, mas lembra-se pouco disso devido aos padrões magnéticos da Terra, que agem como uma barreira entre o pensamento do corpo físico e as sensações do corpo etéreo.

 

Na Terra, existe a possibilidade do contato virtual porque somos seres  que podemos gravitar ao redor da Terra em corpos físicos, mas que não tencionamos entrar no ambiente terrestre até que suas leis reencarnatórias possam ser atenuadas ou eliminadas no que se refere aos extraterrestres de forma absoluta.

 

Portanto, fazemos contato virtual com nossos representantes em corpos humanos, ou seja, estamos próximos a eles, sabemos realizar o contato mas de forma a não estarmos fisicamente perto deles, porque simplesmente não podemos. Portanto, toda e qualquer aproximação se dará de forma virtual, onde nossas ondas vibratórias serão notadas por vocês que já se acostumam com nossa presença, mas que não conseguem nos ver porque não somos visíveis a olho nu. Somos visíveis a alguns equipamentos porque a freqüência é notada, então podemos dizer que mesmo virtualmente, emitimos calor, criamos zonas de descanso para nós e nossas naves, que materialmente estão vibrando na Terra de forma plasmática e nossos corpos azuis estão presentes em ondas de calor e fluídos gasosos, quase imperceptíveis ao frágil olho humano.

 

Podemos ser vistos por máquinas que apontam presença de calor e por outras que medem radiação. Podemos ser filmados por máquinas que possuem grande sensibilidade em determinados períodos do dia e podemos ser ignorados completamente por elas caso estejamos sem permissão para aparecer em suas fotos convencionais.

 

Toda permissão se dá porque medimos a intensidade que o ser na Terra precisa para este contato. A intensidade é o parâmetro do ser para nós, que é medida através de aparelhos próprios para isso.Sabemos quando querem nos contar algo ou querem nos contatar para trocar idéias telepaticamente, e sabemos quando não somos queridos ou desejados, portanto não nos aproximamos. Sabemos quando e como proceder a cada caso e sabemos que respeitar o ser humano é algo desejável, desde que este ser também nos respeite caso venha a nos encontrar.

 

Virtualmente é mais seguro para nós e para vocês, e mesmo assim, devido, a grande materialidade terrestre somos obrigados a tomar alguns cuidados, porque nossa massa virtual pode parecer real diante dos olhos humanos, e na verdade nós não estamos ali fisicamente, apenas virtualmente, em corpo denso, liquido ou gasoso.Nós não podemos freqüentar a Terra de outra forma, a não ser assim, e nossa resistência ao oxigênio é muito pouca ainda para apressarmos a convivência entre nós e vocês.

 

Nós podemos criar tempestades em seus territórios, podemos criar furacões e chuvas ralas, podemos abrir nuvens no céu e transformar o sol em chuva constante em pleno dia, a qualquer hora.Mas não fazemos nada disso sem um motivo necessário, autorizado pelo Todo.

 

Uma nave uraniana presente na Terra sempre estará virtualmente presente nos dias de hoje, para que não aconteçam mais acidentes como o narrado pelo Capitão Vitzo, no outro livro que iniciou nossos contatos com os irmãos da Terra. Hoje sabemos o quanto isso custou a muitos irmãos que vieram posteriormente a Expedição 1, como chamamos a expedição comandada pelo Capitão Vitzo, e que criou entre os povos de Urano e da Terra muito mais do que uma simples curiosidade.

 

Sabemos que o povo terrestre não quer a nossa presença e de nenhuma outra raça intergaláctica caminhando por suas ruas. Mas sabemos que muitos dos nossos irmãos uranianos em corpos terrestres esperam o contato ansiosamente com alguns seres de seu povo original, por mais humanos que possam parecer agora.

 

Da nossa parte, estamos aos poucos trazendo a alegria do contato e do reencontro, e proporcionando algumas informações para que vocês saibam quem somos nós novamente, porque assim saberão quem são vocês e isso será de grande valia para todos.Ao saber quem são, saberão que podem contar com a índole poderosa e amigável dos uranianos, e poderão um dia se reunir de forma especial a este povo que anseia pela volta de seus integrantes, hoje em trabalho na Terra.

 

A presença de humanos em nossa nave nos anima, mas não é uma prioridade porque muitos de vocês não suportariam ver nossas imagens, de como somos de verdade e não queremos proporcionar momentos de choque emocional para vocês.Mas aos poucos, em viagens coordenadas pelo Todo, vamos participando cada vez mais de suas vidas e isso para nós é de muita importância.

 

Eu me solidarizo com todos os uranianos que estejam neste momento no planeta Terra e peço que entendam o porque de tantas limitações entre o seu mundo e o nosso mundo atual.

Somos seres que respeitam o próximo e não queremos lhes causar qualquer infortúnio. Mas também não podemos nos omitir de informar a todos os que se interessam por nossas vidas, que Urano se apressa em contatar seus filhos para que retornem a sua casa, antes que esqueçam por definitivo que são do planeta urano, e não acreditem que sejam de urano ou de outros planetas.

 

Não se trata de abominar a idéia de que os nossos filhos possam de hora para outra esquecer sua origem, como acontece nas encarnações terrestres, mas de aproveitar a urgência do Todo em fazer com que restabeleça contato com todos os seres afinados com a energia uraniana.

 

Eu me despeço por aqui, e voltarei em outro momento de conexão virtual, por ondas captadas pelo autor que não deixa que nossas palavras mentais se percam, e que se perpetuem na matéria humana, presente através dos rudimentares métodos que vocês inventaram para se comunicar.O livro é uma pequena nave, cheia de células inteligentes que andam sobre palavras humanas, o alfabeto; que ensina o pensamento a voar. E voar faz esta conexão sempre mais próxima e verdadeira, mesmo de forma virtual.

 

 

15

 

O CAMINHO DE VOLTA

 

Eu sei que muitos de vocês anseiam pelo fato de voltar a seu planeta mãe, mesmo que receiem que esta possa ser uma experiência marcante e inovadora. Mas precisamos entender que para voltar a urano, é necessário entender porque se está na Terra.

 

Muitos de vocês estão na Terra porque vieram em busca de seus compatriotas perdidos nas primeiras expedições, e acreditaram que poderiam resgata-los na forma humana. Mas, como resgatar um irmão de urano se ao passar para o corpo humano, destruímos nossa memória secular temporariamente?

 

A condição de não lembrar quem você é originariamente é regra básica para o processo reencarnatório no planeta de vocês, e isso nos fez abandonar muitos dos nossos por anos e anos a fio. Não queríamos retornar a Terra nestas condições e isso fez com que abandonássemos as expedições reencarnatórias para podermos vir a Terra em nossas naves, em nossas roupas espaciais e em nossos corpos originais, por mais que isso fosse difícil para nós e para vocês.

 

O Todo nos libertou para que fizéssemos estas expedições de tempos em tempos em busca de corpos com a energia uraniana presente, e encontramos muitos dos nossos em pele humana, que simplesmente viviam uma vida de acordo com as regras planetárias da Terra.

 

Isto aconteceu muitas vezes, e muitas vezes perdemos nosso valioso tempo na Terra encontrando cidadãos interplanetários enclausurados na densa roupagem humana, que simplesmente se negavam ao nosso encontro e ao nosso contato.

 

Aos poucos, porém, fomos descobrindo formas de contato, mais sutis e mais controláveis para que nada saísse errado na hora h, na hora em que precisávamos trocar informações.Aos poucos, muitos uranianos  habitando corpos humanos começaram a se lembrar através de sonhos, de lugares que estiveram juntos a nossa presença. E muitas situações que partilhamos juntos, mesmo quando o corpo material dormia.

 

Enquanto isso acontecia, o corpo astral de vocês vivia com total liberdade para o encontro, e sem medo, percebemos o quanto foi bom reencontra-los novamente, e aos poucos, encarnação após encarnação, solidificando a estreita passagem da memória uraniana para a memória terrestre.

 

Aos poucos, fomos solidificando o encontro, e as passagens das vidas uranianas na Terra não perderam o sentido, porque agora eram monitoradas e abalizadas pelo seu real povo, responsáveis por toda a freqüência terrestre que seus corpos  uranianos possuíam.

 

Por mais que encarnassem em qualquer tempo terrestre, em qualquer corpo e em qualquer lugar, não perderíamos mais sua freqüência habitual, para que iniciássemos um contato mais lento mas preciso, de acordo com o que combinamos fora do corpo terrestre, encarnação após encarnação.

 

Isso se deve a necessidade de possuir controle sobre nossos irmãos uranianos que estão sob a Terra, porque somos uma nação unida e não queremos que nada de errado ocorra com eles em suas missões pessoais. Este livro, assim como os outros que estão sendo escritos junto a outros povos por este autor, revela sua capacidade adquirida em outras vidas de realizar este contato e de se predispor a ele, conforme combinado para esta vida na Terra.

 

Combinamos com este autor que esta seria uma encarnação onde os trabalhos terrestres seriam de divulgação da vida em outros planetas, e que estas sementes ficariam para que o próximo irmão terrestre que chegasse a ler este livro o enviasse para outro irmão e assim por diante, passando o conhecimento de irmão para irmão, difundindo a tese terrena do conhecimento.

 

Possuímos  a capacidade de entender as dificuldades que este autor encontra para ver seus livros publicados e a dificuldade de ser aceito em muitas rodas terrestres. Mas saibam que este não é um problema nem para ele, nem para nós, porque estamos fazendo o combinado e de uma forma ou de outra, sabemos que vamos conseguir atingir nossos reais objetivos.

 

Estes objetivos seriam comprometidos se não possuíssemos a verdade absoluta dos fatos junto à nação uraniana, e se os comunicadores deste conhecimento uraniano não se responsabilizassem por esta obra, cheia de artigos e novidades para a grande maioria dos terrestres. Os relatos não são de obra ficcional deste autor, que tem a capacidade de gerar informação para muitos que se interessam por estes ensinamentos uranianos.

 

Nós da Confederação Uraniana de Trabalhos sobre a Terra estamos absolutamente contentes com o resultado final deste segundo exemplar de Conexão Urano, ampliando a já conexão existente entre muitos de vocês, que se interessam realmente pela vida extraterrestre, pelo universo e por tantas verdades universais que ainda não são as verdades terrestres, mas que um dia serão.

 

Esperamos que a vontade de saber sobre urano e seus cidadãos não acabe por aqui, porque muitos outros livros virão, para que aos poucos, vocês se familiarizem com nossos métodos de vida em nosso planeta, e com esta energia que flui direto dos corações uranianos para os corações terrestres.

 

Agora é a hora de voltar para nossa casa e deixa-los por um breve momento para que reflitam sobre as verdades aqui estabelecidas. Estaremos sempre por perto para sanar dúvidas e resgatar os irmãos de urano que sentiram-se tocados com as verdades que utilizamos aqui.

 

O Comando estelar uraniano se despede, sabendo que voltará em breve com novas revelações. Saberemos disso ao respondermos ao Todo sobre nossos trabalhos na Terra e sobre a intenção de aprofundar nossos contatos agora que beiramos a quarta e a quinta dimensão ao lado dos irmãos humanos.

 

Que nossos corações estejam abertos para a realidade estelar que se aproxima.

Até lá!

 

 

Comandante Uri

Comandante Arxs

Comandante Asharan

Comando Estelar de Urano sobre a Terra

 

Outubro de 2008

Ano espacial de 2029

 

                                            *            *            *

© FÁBIO DEL SANTORO E PORTAL MUNDO INVISÍVEL 2008 - 2020. Todos os Direitos Reservados.

Este conteúdo pode ser livremente compartilhado se for feito com conteúdo inalterado, completo com esta nota de direito autoral e os links de nosso sites anexados.
www.mundoinvisivel.com.br e http://conexaourano2.synthasite.com/

Make a Free Website with Yola.